sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Psicografia

Hoje eu vou fazer uma confissão:
Eu não sou um poeta.
Eu, na verdade,
- e por favor, segure o riso -
eu nasci um poema,
desses de improviso.
À noite, quando me sento
para escrever,
ouço os suspiros
de Vinicius;
A certeza incerta
de Drummond;
Dou gargalhadas com Quintana;
Paulo Leminski me observa:
- Que bom, que bom!
E de vez em quando,
muito sutilmente,
sinto a mão de Gil Vicente
sobre a minha mão.

Panorama Literário Brasileiro 2007/2008
As 150 melhores poesias de 2007
Câmara Brasileira de Jovens Escritores

4 espinhos:

Suzana Mafra disse...

Priscila

costumo participar do concurso promovido pelo Sinergia, admiro o trabalho deles, as festas de lançamento são ótimas e os livros chegam às bibliotecas públicas.
Gostei imensamente de Psicografia, parabéns!
Beijos!

Rodolfo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
adelaide amorim disse...

Gostei de sua Psicografia, Priscila!
Um grande beijo e obrigada pela visita.

elvira carvalho disse...

Gostei.
Um abraço e bom fim de semana