terça-feira, 6 de novembro de 2007

Oscilação do Tempo

adiantada. Talvez eu esteja

Haverá o dia em que lerão minhas palavras,
mas hoje não:
silêncio, e amarga
a boca o café
preto como a visão nublada
de um crítico.

É o caso de Cruz e Sousa
que quando morto,
esteve mais vivo.

10 espinhos:

Fisionomia nota dez!!! disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fisionomia nota dez!!! disse...

adiantada na hora
no silêncio
no segundo

adiantamento de saudade


o tempo

adiantado anda

ah, o tempo...

Luiz Alberto Machado disse...

Olá, pessoamiga, muito especial este seu espaço, parabens. Estarei indicando nas minhas páginas. E quando puder confira as novidades da minha home page abaixo. Vou adorar sua visita e comentários.
Beijabrações & tataritaritatá!!!
www.luizalbertomachado.com.br

elvira carvalho disse...

Quando andamos adiantados no tempo somos ns priviligiados.
Um abraço

wilson gorj disse...

Você viu só que sorte a minha?! Só tem fera na antologia Contos de Algibeira.


E por falar em sorte, espero que a tenha de sobra com sua monografia.


Abraços.

Suzana Mafra disse...

o poeta preto e sua cruz,
bela construção

Abraços!

Anônimo disse...

Este é um poema que caíu inteiro na minha dicção.
abraço longínquo !

Anônimo disse...

Minhas caras amigas,
tenho a honra de vos apresentar a feliz novidade: -tenho em minhas mãos uma obra de Ana Cristina César. Trata-se de uma antologia poética com selecção e prefácio de Joana Matos Frias.
»um beijo que tivesse um blue», vamos ver. Desde já o meu obrigado e abraço às duas.
Anónimo

Anônimo disse...

Minhas caras amigas,
tenho a honra de vos apresentar a feliz novidade: -tenho em minhas mãos uma obra de Ana Cristina César. Trata-se de uma antologia poética com selecção e prefácio de Joana Matos Frias.
»um beijo que tivesse um blue», vamos ver. Desde já o meu obrigado e abraço às duas.
Anónimo

Luciano Almeida disse...

genial!