quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Influxo

Eu mereço a mulher que passa
do homem que declama
o poema.
É isso que eu mereço quando
diante da folha branca
a inspiração não chega

- Mas de................................. onde?
......................................................................vem

Há uma hora aguardo por esse momento
em que tu entrarás transparente e nua
e eu a comerei em branco e preto.

4 espinhos:

Wilson Guanais disse...

olá, passando pra conhecer o espaço.
abraços

Lunna Montez'zinny disse...

Por trás do sentir, o medo e a frente a palavra. Aquela que nos confere a coragem.
Abraços

Fernanda Passos disse...

haaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.........a inspiração! o processo de criação de um poeta é um mistério! cada um quarda em si aquilo que transborda e se objetiva em poesia.

beijo grande.

Anônimo disse...

vem raramente essa tal inspiração, respire fundo, e poema bom, vê!
Ah! e merece

abraço deste lado do Atlântico
jrdm