terça-feira, 23 de junho de 2009

parábola pós ponderação

Paro para parecer
proposital a perda
de paradigmas
precipitados na
apropriação da
primeira prática
proibida. É possível
que se possa ser
passional com a
pessoa pressionada
à passear na passagem
do pensamento pulsante.
Pondo uma ponte
diante dessa gente
pendurada
ponta à ponta
pinta-se um pêndulo
ponderador de pancadas.

2 espinhos:

Ramon Alcântara disse...

Para poder perecer a poesia perfilou sua prosa para os palhaços.

abz

Angela disse...

Quando crianças, antigas, brincávamos de lingua do PÊ, as palavras eram mais ingênuas, as crianças também!