quinta-feira, 9 de abril de 2009

Modéstia à parte

.
Quero poder comemorar as coisas simples
- porque simples é o meu poema.
Invejar as flores que não são tristes
- porque triste é o meu poema.
se houver problemas, superá-los;
se ousar a corrupção, vencê-la;
Quero a prosperidade - na verdade,
hotel seis estrelas!
- porque meu poema é simples
e pretensioso.
.

4 espinhos:

Aline Gallina disse...

MARAVILHA! Este é, com certeza, um sinal de que odo esforço e estudo está superando espectativas e, ainda bem, você foi pretenciosa. Deixe que se faça pretencioso.

Maria Luiza Vargas Ramos disse...

Há tempos descobri vocês.
Linkei ao meu blog para poder visitá-los mais facilmente.
Volto sempre aqui, principalemtne quando minha alma PRECISA de poesia.
Não sei escrevê-las, sou cronista, mas como sei senti-las!
Espero que um dia apareçam por lá, para ver se meus textos também alimentam o espírito refinado dos poetas.
Parabéns! Um abraço.

Mara faturi disse...

Hum, pretensão das boas;)
ADOREI*)
bJO

daufen bach. disse...

OLá Patricia,

que espaço bonito este,
poesias maravlhosas. Parece-me
que é um blog de muitos, ou de um só que posta "muitos"...rs

proposta bonita, projeto bonito.

abraço a ti.

daufen bach.